7 diferenças entre a contabilidade financeira e de gestão, nas empresas hoteleiras

. 4 minuto ler

A contabilidade tem uma flexibilidade adaptativa à natureza da empresa e à atividade exercida de forma quase camaleónica é através desta que obtemos as informações necessárias para a sua gestão. A sua função principal é a preparação de todos os documentos de informação empresarial, os documentos obrigatórios e impostos por lei (Demonstrações financeiras) ou relatórios de gestão e informação para os diretores operacionais.

Porque precisa de um sistema de contabilidade de gestão adaptado as suas necessidades?

Atualmente existe uma urgência da informação em tempo real, deste modo, a contabilidade financeira e de gestão são fundamentais no apoio à tomada de decisão e futuro desenvolvimento da empresa.

A contabilidade financeira é conhecida como a contabilidade geral, e relata a posição financeira da empresa através de demonstrações financeiras e desempenho no passado como se de uma fotografia empresarial se tratasse.

Estas informações são uteis para os acionistas, investidores, clientes, estado, fornecedores entre outros. Tendo esta informação um papel fundamental na comunicação com todos os stakeholders da empresa, esta é muito mais destinada a publico interessado fora da empresa. A contabilidade financeira é de caracter obrigatória em Portugal, é atualmente normalizada pelo SNC[1], tendo na sua génese os princípios contabilísticos geralmente aceites e uniformizados. A periodicidade destes relatórios depende muito das necessidades da empresa ou requisitos legais, e podem ser mensais, trimestrais, semestrais ou anuais. Estas características transformam esta informação tornando a contabilidade comparável com outras empresas, fiável, objetiva, precisa, consistente e útil.

Já a contabilidade de gestão, surge da necessidade de uma contabilidade analítica e tem como principal objetivo a gestão dos custos dos produtos/serviços vendidos ou prestados.

Por norma esta informação é de utilidade interna da empresa, para os diretores e chefias. Não existindo uma obrigatoriedade por lei, nem tendo princípios contabilísticos para a mesma sendo desenvolvida dependendo das necessidades da organização e dos seus gestores. Esta é uma forma de comunicação do estado da empresa aos seus intervenientes internos. Por estar voltada para os seus gestores, qualquer estudo prévio, deve ser precedido de conhecimento profundo sobre a realidade do dia a dia da organização, dos seus gestores, das informações que estes necessitam e do seu ambiente empresarial como um todo. Um dos sistemas mais utilizados internacionalmente para a indústria hoteleira ou alojamento é o USALI e para as unidades de restauração o USAR, estes não são mais que a uniformização de sistemas de contabilidades de gestão para tipos de estabelecimentos com necessidades muito especificas, respondendo à necessidade de informação para a gestão e muito mais virada para o futuro da organização.

É desta forma que por exemplo, um gestor hoteleiro sabe em que departamento estão a existir desperdícios de recursos, se deve aumentar ou não determinada área operacional ou procede ao seu plano de implementação. O mesmo acontece para diretores ou proprietários de restaurantes, operadores turísticos e agências de viagens. Nas agências de viagens a pertinência revela-se crucial na tomada de decisão entre segmentos de mercado, fornecedores de pacotes ou até decisões de franchising.

A contabilidade de gestão é a principal fonte de informação de apoio à decisão de todos os gestores que exercem como principais funções o planeamento, direção, motivação e controlo de toda a atividade da empresa.

O planeamento relaciona-se diretamente como escolhemos o rumo a dar e a escolha do caminho para atingir os nossos objetivos, bem como todo o processo de implementação. A direção e motivação consiste na mobilização de todo o pessoal em torno dos planos para a realização das operações em direção aos objetivos traçados. O controlo de gestão empresarial assegura o cumprimento do plano na persecução dos objetivos e assegurar as respetivas correções em tempo útil de acordo com o desempenho e circunstâncias. A contabilidade de gestão desempenha um papel fundamental nestas e noutras atividades de gestão, no entanto a sua necessidade é mais notória em funções de planeamento e controle. Muitas vezes as empresas tem dificuldade na obtenção dos seus objetivos, devido a uma falta de planeamento e controle dos resultados devido a múltiplos factores como; má configuração dos sistemas; falta de integrações entre sistemas (por exemplo, PMS e ERP’s), sistema de contabilidade de gestão inadequada ao setor onde opera, etc.

Resumo das principais diferenças entre contabilidade financeira e contabilidade de gestão.

Contabilidade Financeira ou Geral:

1- Informação destinada a pessoas fora da organização
2- O foco encontra-se nas consequências das atividades passadas
3- Objetividade e consistência dos dados
4- A informação tem de ser precisa
5- São elaboradas informações resumidas da organização como um todo
6- Rege-se pelos princípios contabilísticos geralmente aceites
7- É legalmente obrigatória a publicação das demonstrações financeiras

Contabilidade de Gestão ou analítica:

1- É destinada a pessoas dentro da organização e é destinada ao planeamento, direção, motivação, controle e avaliação de desempenho.
2- O foco encontra-se nas decisões que afetam o futuro da organização.
3- Existe o enfase na relevância e na flexibilidade dos dados.
4- A informação deve ser oportuna e útil
5- Elaboração e comparação com relatórios setoriais detalhados sobre os departamentos, produtos, clientes ou funcionários.
6- Não é obrigatória a observação dos princípios contabilísticos geralmente aceites
7- Não possui caracter obrigatório

De uma forma geral podemos dizer que a obrigatoriedade da contabilidade financeira do ponto de vista legal, torna este tipo de contabilidade o mais utilizado nas empresas no cumprimento das suas obrigações. No entanto, se uma organização ambiciona ter o melhor desempenho que seja possível e otimizar todos os seus recursos, podemos mesmo afirmar que o sistema de contabilidade de gestão possui uma preponderância vital para os seus objetivos, fornecendo respostas em que o sistema de contabilidade geral se mostra ineficiente ou limitado.

Contacte-nos


  1. Sistema de Normalização Contabilística ↩︎



Anabela Carmo

Bacharel em Contabilidade e Administração pelo ISCAA, licenciou-se em Gestão Financeira e Fiscal. É membro da OCC desde 1999, efetuou o seu percurso nas áreas de finanças, contabilidade e gestão.

Pub.

Pub.

Advertise here revmanager

Instagram

Pub.

Advertise here revmanager

Pub.